8 de março de 2017

11 tipos de mães

Categorias:

Desde que a maternidade entrou em minha vida, sempre que vou para a algum lugar que tenha mães com as crianças fico de olho nas mamães. É engraçado ver que cada uma tem seu jeito de cuidar dos filhos.

No post de hoje vou citar 11 tipos de mães. Veja se você se encaixa em algum e me conta!

Eu já me vi sendo um pouco de algumas!! E quem nunca?

Mãe que é competitiva – seus filhos são os melhores do mundo inteiro. Não importa em que, pode ser na escola, em um jogo, em uma brincadeira, no desenvolvimento, enfim, melhor em tudo. Aquela que faz questão de contar como o filho é isso ou aquilo.

Mãe que é perfeita – a vida é bela. Os filhos dormem a noite toda, comem tudinho e nunca fazem birra. Ela não se cansa e a vida dela continuou a mesma depois dos filhos.

Mãe que é superprotetora – aquela que faz tudo pelos filhos e não deixa que eles decidam nada sozinhos.

Mãe folgada – aquela que chega nos lugares e esquece que tem filhos. Todo mundo olha a criança dela e ela nem desconfia.

Mãe que é literária – incentiva (de verdade) o filho desde cedo quanto à leitura e ama assistir documentários. O melhor presente no aniversário do filho são livros.

Mãe que é chata – que implica com tudo e qualquer coisa é motivo pra dizer não para os filhos. Não permite nada.

Mãe que é dramática: aquela que basta um joelho ralado para correr no pediatra. Que faz tempestade num copo d’água por qualquer coisinha.

Mãe hipocondríaca: os filhos estão sempre com alguma coisa, nunca saudáveis. O nariz escorrendo nunca é só um nariz escorrendo. Tem alergia a tudo. Qualquer coisinha é motivo para dar um remédio. Vive achando que o filho vai adoecer.

Mãe fofoqueira: aquela mãe que na hora que te vê começa a falar da vida de outras mães. Você não precisa perguntar, ela gosta de contar. Ela é a as coisas ruins.

Mãe reclamona: ela vê problema em tudo! Seus filhos só aprontam, ela nunca consegue dormir direito, seu casamento está sempre em crise(por conta das crianças) e a vida parece que vai acabar a qualquer momento. Nada na vida dela dá certo!

Mãe sensível: é normal a gente virar mãe e ficar mais sensível.  Mas essa é demais. Se ofende por tudo e chora por qualquer coisa.

Tenho certeza que não sou só eu e que vocês também já encontraram esses tipos de mães por aí, não é?

Leia mais!