31 de outubro de 2017

5 dicas para te ajudar nos três primeiros meses com o bebê

Categorias:

A maternidade não é fácil. No início então, parece que vamos enlouquecer. Além dos hormônios ficarem loucos tem o cansaço, as tarefas diárias, as preocupações, as novas informações. Eu achei os três primeiros meses como mãe difíceis.

 Pensando nisso, hoje tem dicas para auxiliar a nova mamãe nessa fase inicial.

1. Praticidade

Deixe tudo o que você precisará na hora da troca e banho do bebê (fraldas, pomada, algodão…) ao seu alcance. Você pode organizar as gavetas da cômoda para isso, ter um porta-treco em cima do trocador ou um cesto. Seja qual for a escolha, o importante é manter tudo organizado para facilitar esse momento.

Eu me organizava assim: no kit higiene ao lado do trocador eu deixava os itens para troca (pomada para assadura, lenços umedecidos, algodão, cotonete, artigos para a limpeza do umbigo, escova de cabelo). Ah, mas no primeiro mês eu não usei lenços umedecidos, apenas água morna e algodão.

Nas primeiras gavetas  da cômoda eu tinha fraldas descartáveis e fralda de boca.

Não esqueça de deixar também ao seu alcance água, para que você se hidrate sempre.

2. Aceite ou peça ajuda

A ajuda aqui não é a do pai, porque o pai pode e deve trocar fralda, dar banho, dar colo, colocar para dormir. O pai deve ser o parceiro. E você pode ajudá-lo nisso deixando-o fazer do jeito dele. Dividam as tarefas, deixe ele participar e sentir sua importância.

Essa ajuda que falo é a da sua mãe, da sua sogra, da vizinha, amigos. Sempre que você puder descansar é bom. Isso é importante para a mente e também para a produção de leite. Se alguém oferecer para ficar com o bebê enquanto você toma banho; ficar com o bebê enquanto você come; dar o banho no bebê, aceite. Se não oferecer, peça. Pode ser ajuda para lavar a louça, deixar você dormir um pouco (isso é ótimo). A ajuda não te fará menos mãe tá? Não é porque você não dá conta.

3. Saia de casa

Não fique presa. A tendência é essa, o bebê mama toda hora, chora, dorme, faz cocô. Mas sempre que der dê uma saidinha. Vá a padaria, a esquina, respire outro ar que não o seja o da casa.

4. Anote tudo

Faça listas do que está acabando, escreva, a gente esquece. E isso não serve só para fraldas, pomadas, shampoo, serve para suco, leite, pão rs.  Não conte apenas com sua memória por melhor que ela seja.


5. Acredite: vai dar tudo certo

Nenhuma mãe nasce sabendo e só irá aprender na convivência com o seu bebê. Por mais informação que se tenha de como criar um filho, só se sabe na prática. Então, tenha calma. O bebê chora muito no começo porque é a única forma que ele tem para mostrar se está com fome, molhado, com frio, com calor. Então, tenha calma. Pense e fale para você mesma: estou dando o meu melhor.

Não tenha vergonha de perguntar, tire suas dúvidas com o pediatra, amigas…

************

Bom, embora o começo não seja nada fácil, acredite: passa, e rápido mesmo. Aproveite o momento com aquele bebezinho tão dependente. É um tempo precioso que se inicia.

Leia mais!