11 de outubro de 2017

A criança precisa aprender a esperar

Categorias:

No sábado dei janta pro Pititico que estava bem cansado. Fiz assim primeiro porque ele não ia demorar pra dormir. Tinha acordado às seis da manhã, ido pra aula de futebol e brincado a tarde toda no aniversário de um amigo.

Estava exausto, eu sabia.

Depois de alimentá-lo (confesso, rolou foi miojo. Ele não quis outra coisa) eu fui jantar. Me sentei ao lado dele no colchão que estava na sala.

Ele estava deitado, de repente sentou, pegou no pé e falou que tinha um espinho. Eu olhei. Tinha mesmo, bemmm pequeno.

Pititico iniciou o diálogo:

– Dá pra tirar sem agulha?

– Não filho, tem que ser com a agulha.

– Então tira agora.

– Assim que eu terminar de jantar vou tirar.

– Quer dizer que comer é mais importante?

– Quer dizer que não vai acontecer nada com o seu pé se eu terminar de jantar primeiro.

Hum, jantei e depois tirei o espinho.

Esse tom mandão eu não gosto mesmo. Eu vivo ensinando as palavras mágicas mas tem hora que ele finge esquecer.

Sei é que a gente ensina o tempo todo. Nossos filhos precisam aprender a esperar.

Claro que, muitas vezes eu deixei de comer a comida quente para atender as necessidades do Pititico. Porque era realmente necessário. Mas quando não for é assim que será.

Isso também é amor.

Leia mais!