Você está na categoria:
Bem estar
12 de novembro de 2018

A hora do sono aqui em casa

O quarto estava montado, esperando pelo Pititico, mas no início ele dormiu no carrinho ao meu lado. Foi assim quase dois meses. O carrinho era grande, então acomodou bem nesse período. Eu fiz assim porque facilitava a hora das mamadas. E também porque minha cesárea teve alguns contratempos, então eu não conseguia fazer muita coisa. Com o Pititico no carrinho, Emerson é que o pegava e colocava no meu colo para mamar. …

Continue Lendo
10 de outubro de 2018

Aquele dia em tudo muda

O primeiro choro marca mudanças gigantescas. Transformação física e interior. Amor pra vida toda. Medo, alegria, insegurança, realização. A rotina precisa ser recriada porque a pessoinha que acabou de chegar vai bagunçar ela e precisar participar dela logo também. Sono privado. Cansaço. Tudo para suprir cada necessidade que o bebê demonstra. Os hormônios bagunçados. A sensação de que a missão é impossível de ser realizada. É confuso. A impressão de que nunca …

Continue Lendo
1 de outubro de 2018

Resgatando a identidade na maternidade

A gente sabe que conciliar os papéis de mulher, esposa, mãe, dona de casa, profissional não é nada simples. Seja pelo pouco tempo, seja por desequilíbrio. Quando eu engravidei já senti o lado mãe tomar conta e colocar o lado feminino encostado. Isso porque as mudanças são profundas e intensas não só no corpo, mas também na mente. A gente acaba assumindo o papel único de mãe. O mais importante é a vida …

Continue Lendo
28 de setembro de 2018

Cada mãe com sua realidade

Quando Álvaro ainda era um bebê e acordava de quatro a cinco vezes para mamar eu fica esgotada, claro. Se tem uma coisa que fazia falta na maternidade (costuma fazer ainda rs) era dormir bem. Daí que um dia eu vejo uma outra mãe dizendo assim: quando seu bebê acordar no meio da noite, levanta, solta um aleluia e vai sorrindo. Comentei com Emerson dizendo que eu devia fazer isso. Porque eu …

Continue Lendo
26 de setembro de 2018

Maternidade é tipo montanha russa

Quando eles nascem a gente percebe que a prática é bem diferente da teoria. Descobre que filho não vem com manual, que o que serve para o filho da vizinha não serve para o nosso. O buraco é mesmo mais embaixo. E que não tem como criar um passo a passo do que fazer todos os dias, porque o que funcionou ontem já não funciona hoje. Paga língua nas coisas que jurava …

Continue Lendo