Você está na categoria:
Bem estar > Relacionamento
13 de novembro de 2017

É grandioso ser necessária

É muito comum, nós mães, logo ao acordar perceber as tarefas do dia tomarem nosso pensamento. São muitas coisas para as que trabalham fora ou em casa. E em meio a tudo isso há alguém que espera. O filho, a filha, os filhos, as filhas. Eles estão esperando. Nossos filhos. Eles nos esperam. Eles nos esperam para alimentá-los; nos esperam no meio da noite depois de um sonho ruim para abraçá-los; nos …

Continue Lendo
31 de outubro de 2017

5 dicas para te ajudar nos três primeiros meses com o bebê

​ A maternidade não é fácil. No início então, parece que vamos enlouquecer. Além dos hormônios ficarem loucos tem o cansaço, as tarefas diárias, as preocupações, as novas informações. Eu achei os três primeiros meses como mãe difíceis.  Pensando nisso, hoje tem dicas para auxiliar a nova mamãe nessa fase inicial. 1. Praticidade Deixe tudo o que você precisará na hora da troca e banho do bebê (fraldas, pomada, algodão…) ao seu …

Continue Lendo
11 de outubro de 2017

A criança precisa aprender a esperar

No sábado dei janta pro Pititico que estava bem cansado. Fiz assim primeiro porque ele não ia demorar pra dormir. Tinha acordado às seis da manhã, ido pra aula de futebol e brincado a tarde toda no aniversário de um amigo. Estava exausto, eu sabia. Depois de alimentá-lo (confesso, rolou foi miojo. Ele não quis outra coisa) eu fui jantar. Me sentei ao lado dele no colchão que estava na sala. Ele estava …

Continue Lendo
5 de setembro de 2017

Pai tem que dividir as tarefas sim!

Quem já ouviu a famosa frase “mas eu te ajudo com o bebê”? Ou, quantas vezes você já disse: amor, me ajuda aqui. Mas aquele me ajuda do tipo “você deu o banho então tá liberado de qualquer outra tarefa”? Eu falo porque fiz muito isso. Quando o Pititico nasceu meu marido tinha começado em um novo emprego e, trabalhava das 14h às 22h. Chegava em casa depois das 23h. Eu achava …

Continue Lendo
4 de abril de 2017

Pititico amor da mami

Pititico está mesmo um mocinho. É o que percebo cada vez mais. E é até estranho olhar e ver que ele já cresceu muito. Já me peguei com os olhos marejados de pensar que um dia caminhará os próprios caminhos. Nós criamos uma maneira de medir o crescimento dele. Fazemos isso no marco da porta do quarto. Ele vai lá, fica bem reto e encostado e eu, com uma régua e lápis …

Continue Lendo