Você está na categoria:
Filhos (Page 2)
1 de outubro de 2018

Resgatando a identidade na maternidade

A gente sabe que conciliar os papéis de mulher, esposa, mãe, dona de casa, profissional não é nada simples. Seja pelo pouco tempo, seja por desequilíbrio. Quando eu engravidei já senti o lado mãe tomar conta e colocar o lado feminino encostado. Isso porque as mudanças são profundas e intensas não só no corpo, mas também na mente. A gente acaba assumindo o papel único de mãe. O mais importante é a vida …

Continue Lendo
28 de setembro de 2018

Cada mãe com sua realidade

Quando Álvaro ainda era um bebê e acordava de quatro a cinco vezes para mamar eu fica esgotada, claro. Se tem uma coisa que fazia falta na maternidade (costuma fazer ainda rs) era dormir bem. Daí que um dia eu vejo uma outra mãe dizendo assim: quando seu bebê acordar no meio da noite, levanta, solta um aleluia e vai sorrindo. Comentei com Emerson dizendo que eu devia fazer isso. Porque eu …

Continue Lendo
26 de setembro de 2018

Maternidade é tipo montanha russa

Quando eles nascem a gente percebe que a prática é bem diferente da teoria. Descobre que filho não vem com manual, que o que serve para o filho da vizinha não serve para o nosso. O buraco é mesmo mais embaixo. E que não tem como criar um passo a passo do que fazer todos os dias, porque o que funcionou ontem já não funciona hoje. Paga língua nas coisas que jurava …

Continue Lendo
24 de setembro de 2018

Ainda na primeira infância…

Ele já foi pequenininho. Já foi um bebê que queria colo o tempo todo. Éramos a mesma pessoa até ele descobrir o contrário. Uma hora viu que ele era ele. Descobriu que tinha vida própria. Se antes achava que não podia ficar longe da mãe, que só podia viver com ela por perto…isso ficou para trás. Com certeza. Um dia a mãe saiu para trabalhar. Voltou só a noite. Ele sentiu falta …

Continue Lendo
21 de setembro de 2018

O que eu acho que muda depois dos filhos?

1. Se a tolerância era boa aumenta; se era curta acaba. A tolerância muda mesmo, para melhor ou para pior. Após os filhos a gente pode ficar mais tolerante, mais compreensível com o marido pelo fato de ter feito a melhor coisa juntos e ver como ele se dedica, se esforça para ser um bom pai. Ou, podemos não tolerar nem o que antes era tolerado. A tolerância pode ir por água …

Continue Lendo