5 de junho de 2017

Crianças agitadas e desatentas: O que é TDAH?

Categorias:

Por Carla Ulliane

A razão da escolha desse tema, refere-se ao fato de que muitos pais consideram seus filhos desatentos e agitados. Frequentemente ouço dos pais em meu consultório: “Ah ele é hiperativo e desatento”. Contudo, ao serem questionados sobre o significado da sigla TDAH, poucos realmente sabem o que é.

Segundo a Associação Brasileira Do Déficit de Atenção (ABDA): “O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e frequentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida, caracteriza-se por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade.”

Ainda de acordo com a Associação é bastante comum sua ocorrência em crianças e adolescentes que são encaminhados para centros especializados. O TDAH aparece em cerca de 3 a 5% das crianças  em vários países onde já foi estudado. O transtorno acompanha o sujeito na vida adulta em mais da metade dos casos, apesar que os sintomas de inquietude se tornam mais amenos.

O TDAH é caracterizado por uma combinação desses dois sintomas: desatenção e hiperatividade. Na infância, geralmente está associado a dificuldade escolar e no relacionamento com amigos, professores e pais, assim, frequentemente, são chamadas de “crianças avoadas”, “que vivem no mundo da lua”, “ligadas por um motor”, pois são distraídas e raramente param quietas. É comum os meninos apresentarem mais sintomas de hiperatividade/impulsividade do que as meninas, embora ambos possuam os mesmos sinais de desatenção. As crianças e adolescentes com TDAH tendem a apresentar mais problemas comportamentais, ocasionando dificuldades em obedecer regras e limites.

A partir de agora, destaco algumas dicas para o dia a dia, sobre a escola e referente ao comportamento do seu filho.

Dicas para o dia a dia

Em casa, torna-se necessário uma boa comunicação entre pai e filho, para isso acontecer é importante dar instruções objetivas e bastante claras, de modo que elas sejam acessíveis para a criança, além disso os pais devem ensinar a criança a necessidade de estabelecer uma rotina, por exemplo: hora de comer, brincar e fazer a atividade escolar.

Em algumas situações, é necessário focalizar e dar prioridade as tarefas mais importantes, logo os pais devem ensinar seus filhos a concluírem tudo o que se propuserem a fazer, ou seja, aprender a finalizar as atividades iniciadas.

Outro fator crucial diz respeito a organização do ambiente, pois é recomendável zelar e manter a casa em harmonia, e principalmente, o mais organizada possível. Além disso, deve-se selecionar um local bem arejado, tranquilo, iluminado para que a criança se concentre e realize sua lição de casa. Como também buscar construir um local aconchegante para o descanso, assim recomenda-se que o quarto não seja cheio de estímulos como: vários brinquedos e pôsteres entre outros.

Dicas sobre a Escola

Em primeiro lugar, os pais devem procurar com calma e escolher de forma cuidadosa a escola para seu filho, além disso o contato direto com a professora é primordial para o acompanhamento escolar detalhado. Alguns pais tendem a sobrecarregar seus filhos com excesso de atividades extracurriculares como: futebol, natação, judô, balé entre outros; as crianças possuem muita energia e elas precisam ser gastas com atividades produtivas, mas lembre-se de usar o bom senso e considerar um tempo livre para brincadeiras com os amigos.

Uma dica para os professores é considerar que existem inúmeras estratégias para o ensino de alunos diagnosticados com TDAH. Assim, todas devem ser consideradas, contudo se a meta não for atingida busquem, após algum tempo, novas opções até conseguir o melhor desempenho possível do seu aluno. Lembrando que, as atividades escolares necessitam ser subdivididas em tarefas menores e com menor tempo facilitando sua execução.

Dicas sobre comportamento

Os pais precisam aprender a advertir de maneira construtiva o comportamento inadequado dos seus filhos, como isso é possível? Neste momento, é importante o diálogo e mostrar para a criança qual seria a conduta mais adequada e esperada em determinada situação. E quando ela realizar o comportamento solicitado lembrar de utilizar elogios como forma de reconhecimento e incentivo.

Além desses fatores, os pais devem estar atentos a quaisquer mudanças repentinas que possam alterar a rotina das crianças como: mudança de escola, de residências, viagens e festas entre outras, ou  seja, é importante avisar seu filho sobre essas eventuais intercorrências.  Considerando que, a rotina auxilia tanto na disciplina ao realizar os compromissos diários como no estímulo a independência e autonomia de acordo com a idade de cada criança.

Por fim, incentive seu filho a buscar uma atividade física a qual se interesse, a seguir inclua em sua rotina de forma regular, estimule o fortalecimento dos laços de amizade para que além de começar uma amizade possa mantê-la também. É de suma importância ensinar mecanismos para lidar com situações conflituosos, frustrações, medos, decepções, enfim refletir sobre essas circunstâncias e solicitar a intervenção de um adulto quando julgar necessário.

Por fim, lembrem-se de ler livros, fazer cursos sobre o tema, buscar informações atualizadas, busque contato com outros pais de modo a trocar experiências, caso tenha interesse se associem em organizações como a Associação Brasileira do Déficit de Atenção, eles também tem algumas cartilhas que podem te ajudar.

Leia mais!