21 de setembro de 2018

O que eu acho que muda depois dos filhos?

Categorias:

1. Se a tolerância era boa aumenta; se era curta acaba. A tolerância muda mesmo, para melhor ou para pior. Após os filhos a gente pode ficar mais tolerante, mais compreensível com o marido pelo fato de ter feito a melhor coisa juntos e ver como ele se dedica, se esforça para ser um bom pai. Ou, podemos não tolerar nem o que antes era tolerado. A tolerância pode ir por água abaixo quando o companheiro não se envolve, não ajuda, não faz nadica de nada. Mesmo que seu companheiro não ajude tente manter a calma, veja as outras qualidades!

2. Saía muito? Para qualquer lugar? Isso muda. As saídas diminuem porque “quem vai ficar com o bebê? Tem playground?”. E os programas acabam mudando mesmo, as pessoas com quem iremos sair também. Mas dá para adaptar.

3. O lado romântico. No início é normal que a mulher tenha a libido baixa (ou zero rs). É importante conversar com o marido sobre isso. Muitas vezes, nós colocamos a falta de vontade do sexo no cansaço com o bebê. Acontece que, sabemos que nem sempre é isso. É a mudança, a gente não se sente mais a mesma, parece que deixou de ser mulher e virou só mãe. Isso é normal mas só não pode continuar assim.
De vez em quando é bom dar um saidinha a dois (combinar de deixar o filho com os avós, com a madrinha…) e fortalecer o romance. Acredite, ajuda e os filhos sobrevivem.

4. A disposição. O cansaço monta né? Não é moleza. Houve um tempo em que eu mentalizava: o cansaço não mata, o cansaço não mata rs. Se não fica difícil encarar com alegria.

Eu acredito que a melhor forma de manter as coisas acertadas é dialogando. O casal que dialoga preserva a intimidade, fica entrosado, unido.

Leia mais!