21 09 2018

O que eu acho que muda depois dos filhos?

1. Se a tolerância era boa aumenta; se era curta acaba. A tolerância muda mesmo, para melhor ou para pior. Após os filhos a gente pode ficar mais tolerante, mais compreensível com o marido pelo fato de ter feito a melhor coisa juntos e ver como ele se dedica, se esforça para ser um bom
Continue lendo
19 09 2018

Sobre a perda de identidade quando a gente vira mãe

No começo a gente perde a identidade mesmo. Não é nada fácil esse processo de nascer uma mãe. Na verdade as etapas desse processo começam antes mesmo de engravidarmos. Algumas simplesmente deixam de tomar a pílula, outras precisam de tratamento. A ansiedade da espera é difícil. Mas conseguimos e durante a gravidez que é um
Continue lendo
17 09 2018

Como engravidamos do Pititico

Depois de dois anos de casamento, Emerson e eu resolvemos que queríamos um filho. Fui ao médico, fiz exames de rotina e parei com o anticoncepcional. Estava liberada para as tentativas. O que a gente não imaginava é que fosse demorar tanto. Tentamos e nada. De volta no médico um ano depois vimos que eu
Continue lendo
16 09 2018

BC na Casa da Vizinha – Filhos e o “criar asas” tão cedo

Eu trabalhava quando o Pititico nasceu. Fiquei de licença por cinco meses e quis deixar o trabalho para ficar com ele. Acho que esse é um sentimento comum nas mães. O que a gene deseja é proteger, cercar de cuidados aquela pessoinha tão pequena e independente. Mas isso não foi possível aqui em casa. Então,
Continue lendo
21 08 2018

A menina que contava – resenha

As perguntas que o Álvaro tem feito ultimamente são: tem livro novo? É rotina aqui em casa a leitura antes de dormir. E também pego Álvaro sozinho com os livros em vários momentos. Deixa eu mostrar uma das nossas últimas leituras:) Livro: A menina que contava No livro A menina que contava, a personagem Alga
Continue lendo