16 de janeiro de 2016

Sobre a vida nada fácil de uma tentante

Categorias:

Quando o desejo de engravidar existe e a dificuldade em alcançar também, a trajetória não é fácil. Afinal, quem gosta de esperar?

mundopititico.tentante

Uma das coisas que sempre ouviremos ao mencionar o desejo de ter um filho é: desencana. E existem muitos relatos de que funciona. A hora que menos se espera o bebê chega.

Eu perdi a conta de quantos testes de farmácia fiz quando tentava o primeiro filho; de quanto chorei. Eu “babava” olhando as grávidas, comprava revista de bebês, entrava em loja infantil e ficava olhando as roupinhas tão pequenas. Era angustiante e foram quase dois anos até conseguir gerar! E sabem como aconteceu?

Depois dos tratamentos e controle de ovulação fracassados, meu médico viu que o problema estava com meu marido. Um exame de espermograma mostrou que apenas 1% dos espermatozoides conseguiam “ir para o caminho certo”. Os outros morriam ou ficavam dançando. Naquele dia ele disse que era impossível porque ele teria que ter pelo menos 25% que chegassem no óvulo. Me indicou inseminação, entretanto, nós não tínhamos condição para a mesma. Cheguei a ligar em clínicas que faziam o procedimento gratuitamente mas, o tempo de espera era de aproximadamente 4 anos.

Fiquei arrasada. O meu marido? Orou e disse que Deus iria agir na pequena porcentagem. Eu? Descansei. Consegui. Desencanei. Era dezembro de 2010.

Com tranquilidade, sem “treinos” marcados, fomos vivendo.

Três meses depois algo novo acontecia dentro de mim. Dia 17 de abril de 2011, numa manhã de domingo, fiz o teste de farmácia que arrancou risadas nossas. Eu gerava!

Agora, nós estamos na tentativa pelo segundo filho. A espera ainda é difícil. Desde abril de 2015 quando parei com o anticoncepcional fico na expectativa. Fiz uns 4 testes nesse intervalo rs. Vou tentar desencanar de novo. Preciso.

Se você tem esperado, acho que o primeiro passo importante é tentar descobrir o problema, fazer os tratamentos possíveis e, descansar. É sério. Por mais difícil que seja.

Vamos nos esforçar juntas?

Leia mais sobre esse assunto aqui e aqui.

Leia mais!